História

Hollaback! começou nos EUA em 2005, como projeto de sete jovens (três homens e quatro mulheres). Na mesma época, uma mulher chamada Thao Nguyen bravamente se impôs contra seu agressor – um homem mais velho, de classe média superior e proprietário de restaurante – que a aterrorizou ao se masturbar na frente dela no metrô. Ela tirou uma foto do homem com sua câmera, e quando foi à polícia denunciá-lo, foi ignorada. Ela postou a foto no flikr. A imagem foi para a primeira página do New York Daily News, e incitou discussões sobre o assunto.
Ao longo dos cinco anos seguintes, o interesse em Hollaback! cresceu e decidiram aplicar o modelo da Thao para todas as formas de assédio e documentar essas experiências em um blog público. O que começou como uma idéia simples: um blog para coletar mulheres e histórias de rua assédio indivíduos LGBT ‘, tronou-se um movimento internacional. Em maio de 2010, Emily May, um dos sete jovens, se tornou a primeira diretora-executiva da organização. Desde a sua criação como uma organização sem fins lucrativos, Hollaback! testemunhou um tremendo aumento de interesse e uma rápida expansão do capital social, político e cultural para a organização e o movimento para acabar com o assédio de rua.